Imprimir

“Uma Noite na Biblioteca” propôs uma dormida com os livros

8232

Março foi o mês da Leitura. No sentido de promover o prazer da leitura junto dos mais novos e no âmbito da comemoração do Dia Mundial do Livro Infantil (2 de abril), o Município de Vila Nova de Paiva, através da Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro, promoveu um Encontro com o Escritor Carlos Paixão e a iniciativa “Uma Noite na Biblioteca”, no passado dia 31 de março, no Auditório Municipal Carlos Paredes.

Carlos Paixão, natural de Aguiar da Beira, professor do 1º Ciclo e escritor, apresentou as suas obras mais relevantes, direcionadas ao público infantil, entre elas “O Vento Bateu à Porta” e ainda o seu percurso como escritor. Houve tempo para um jogo de conhecimento geral baseado numa das suas obras, com a participação do público.

Maria José Azevedo encenou uma pequena história cómica chamada “Velha Godelha, Sarraca, Montelha, de Arifonfelha”.

Findo o Encontro com o Escritor, deu-se início à iniciativa “Uma Noite na Biblioteca” que abrangeu um total de 20 crianças com idades entre os 6 e os 10 anos, procurando aproximá-las do universo dos livros e mostrando que a biblioteca também é um lugar agradável e aprazível.

Muitos jogos, brincadeiras, danças, cinema, entreteram as crianças até à hora em que a fome se começou a sentir. Foi então servido um lanche e depois de lavar os dentes, o cansaço e o sono chegaram e as crianças puderam dormir junto aos livros na sala da Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro / Centro de Documentação.

Na manhã do dia seguinte e já com as forças repostas, as crianças tomaram o pequeno-almoço, jogaram, cantaram e receberam uma lembrança, antes de regressarem às suas casas.

Testemunho das crianças

As palavras dançaram pela biblioteca, voaram, e no quadro “empinado” num cavalete, foram surgindo da imaginação das crianças:

...vento, divertidos, amigo, livros, jogos, brincadeiras, biblioteca, dança, pipocas, cinema...mágica, noite...

E sentados em roda, a história começou pela voz da Luísa e foi sendo levada no brilho dos olhos de todas as crianças presentes que assim a construíram...

Era uma vez um vento que andava pelo Auditório e esse vento encontrou o Professor Carlos Paixão que subiu a um palco e falava muito, até falava com as mãos... e no palco que estava todo enfeitado o professor apresentou os seus livros, e contou as histórias que teve com o seu irmão... que até era o seu melhor amigo, disse a Eva... e falou dos seus livros... e havia o da tartaruga atropelada, o das lengas lengas e o vento bateu à porta... e continuou o Mateus... e os meninos que iam dormir eram 20, estavam lá sentados, todos contentes, felizes, divertidos, porque era uma noite especial, uma noite mágica... estavam muitas pessoas a ouvir, e diz a Lara... e também os pais e mães e meninos amigos de Professor Carlos Paixão... e ele falou, falou, falou, até se fartar!

Foi aí que os meninos decoraram a lenga lenga do: Ó Ó Ó!

Até houve um concurso, em que o Afonso ganhou um livro e o pai da Lara esteve quase a ganhar...

Entretanto a Zézinha fez-se de velhinha e apareceu para contar uma história... era a história da “Velha Godelha, Sarraca, Montelha, de Arifonfelha” e os meninos gostaram muito e fartaram-se de rir.

Depois fizeram o jogo do: “Alá dá-me 3 camelos” e apareceu a Sandra de andorinha a agitar o vento que estava no auditório e levou os meninos para o palco.

Então chegou a hora em que se despediram dos pais... e ficámos com as duas Bias disse a Juliana, que eram duas meninas que sabiam dançar muito bem e fazer jogos, fizemos a dança do Panda, e o jogo “Macaquinho do Chinês” e da “Mamã dá Licença”... foi super divertido.

Viemos para a biblioteca, porque já tínhamos fome... era já muito de noite... comemos pão, queijo, fiambre, bolo, e bebemos leite com chocolate, as barrigas já faziam barulho...

Em duas filas fomos lavar os dentes e as mãos... abrimos os sacos cama, e muito devagarinho respirámos 3 vezes muito fundo, para relaxar:

Íamos ver um filme e comer pipocas!

O filme era”A Vaiana”... e começou a dar-nos o sono, muito sono e adormecemos...

A noite foi passando a lua foi dormir e o sol acordou...

Os meninos lavaram a cara e as mãos pentearam-se e comeram o pequeno almoço... Ainda tiveram tempo para jogar e cantar “Quando se planta la bela polenta”!

E construíram um marcador de livros:

Um Minion.

E para que não se perca da memória levámos para casa presentes e construímos esta história.

Lara Nunes
Pedro Ferreira
Erica Pereira
Mara Silva
Inês Afonso
Christine Jennifer
Joana Rego
Eva Trindade
Juliana Pereira
Ema Paiva
Mariana Lopes
Carolina Lopes
Rodrigo Rochinha
Raquel Malaia
Mateus Loureiro
Tiago Matias
Gonçalo Malhada
Eva Reis
Ana Luísa Pinto
Rodrigo Pinto

1 de Abril de 2017

8171 8172 8174 8181 8182
8185 8190 8191 8197 8199
8201 8204 8205 8212 8216
8217 8219 8232 8234 8237
8238 8240 8243 8250 8259
8260 8263 8264 0005 0010